rotulos

Pizzaria Forno D’Barro acerta ao trocar o vinho por cervejas especiais

Quem gosta de sair para comer algo de qualidade e com bons preços já deve ter notado que a região Centro-Sul de Belo Horizonte deixou de reinar unânime neste quesito. Um dos maiores fenômenos na capital mineira no setor de entretenimento e gastronomia é a avenida Guarapari, no bairro Santa Amélia, na região da Pampulha.
Lá, é possível encontrar ótimas opções de comida japonesa, sanduíches artesanais, carnes nobres e pizzas. Tive a felicidade de ser convidado pela Pizzaria Forno D’Barro Gourmet para conhecer as suas redondas.
A casa funciona há três anos e é conhecida pelas saborosíssimas e inusitadas pizzas. O ambiente é super aconchegante. Com uma iluminação indireta na varanda, música ambiente de qualidade, e decoração com itens do mundo cervejeiro como rótulos, garrafas e quadros, a Forno D’Barro é indicada desde casais à encontro de amigos, e saída com a família. Recebido pelo simpático e competente chef Wesley Cardoso, o estabelecimento faz com grande competência a harmonização desse símbolo da gastronomia italiana com o líquido dourado adorado pelos germânicos.
Ao todo, a Forno D’Barro oferece para os seus clientes mais de 50 sabores de pizzas e uma carta com mais de 60 rótulos de brejas nacionais e importadas. Tudo com um preço bem honesto. Para quem gosta de um sabor mais tradicional, a Marguerita vai muito bem com uma Warsteiner Premium Verum. Essa alemã é uma pilsen, de baixa fermentação e alta concentração de lúpulo. O teor alcoólico dela é de 4,8% e o aroma de malte, com suave amargor do lúpulo combina muito bem com o queijo e o manjericão da pizza. Já para quem gosta de aroma mais marcante, a pizza Nordestina (carne seca, pimenta biquinho e cebola) harmonizou perfeitamente com uma SucurIPA. Elaborada pela Cervejaria Providência, trata-se de uma cerveja complexa e que segue o estilo das IPAs inglesas. O gosto forte da carne casou bem com os aromas florais, frutados e amargor dessa breja.
Uma mistura surpreendente de sabores. Assim foi a pizza de Salmão defumado, com alcachofras e alecrim. Para não ter erro nessa redonda, a cerveja escolhida foi a Latrappe Blond. Famosas por serem produzidas na Bélgica, essa é a única trapista feita fora do país. De nacionalidade holandesa, é uma breja dourada e de espuma densa. Enquanto está no copo é possível sentir notas frutadas de damasco e banana. Já o gosto começa adocicado como mel e malte, no final vai se tornando mais áspero e amargo, assim como na pizza, que tem o salmão e o alecrim dourados e gratinados na mesa com maçarico.
De sobremesa, pizza de gorgonzola com pêra desidratada e caramelo com uma Amnésia, da Mistura Clássica. Essa é uma IPA preparada com uma generosa quantidade de lúpulo para apresentar na boca agradável dulçor cítrico de casca de laranja, maracujá, caramelo, amargor limpo e persistente.
Fonte: http://hojeemdia.com.br/opini%C3%A3o/colunas/harmonizando-as-brejas-1.335355/pizzaria-forno-d-barro-acerta-ao-trocar-o-vinho-por-cervejas-especiais-1.370030
img_3941-e1438374196887

CERVEJAS ESPECIAIS COM PIZZA É NO FORNO D’ BARRO

A Madalena Bohemian Pilsner também harmonizou a pizza de carne seca com catupiry e pimenta biquinho

Pizza com refrigerante, suco, drink ou vinho. Mas com cerveja? E ainda especiais? Isso mesmo. É a ousada proposta da pizzaria Forno D’ Barro, localizada no bairro Santa Amélia, em Belo Horizonte e comandada pelo chef Wesley Borges. São mais de 40 rótulos diferenciados de cervejas muito bem harmonizadas pelo sommelier da casa, Pedro Assis.

O lugar é simples e pequeno, mas bem aconchegante. As pizzas são assadas em um enorme forno de barro e leva ingredientes de primeira qualidade.  Elas são preparadas artesanalmente bem ali na sua frente. É possível assistir o chef bater e abrir a massa até que ela ganhe uma espessura bem fininha.

Apesar do carro chefe da casa ser o recheio de carne seca com pimenta biquinho e cebolinha, o sabor que nos conquistou mesmo foi o de camarão com catupiry e tomates frescos. A ausência do molho para dar lugar à fruta fresquinha, quente e suculenta é o que podemos chamar de toque especial do chef. Sensacional! A composição com os camarões graúdos e bem temperados foi perfeita.

A tradicional Marguerita, considerada pela família alecrim como pizza de teste, ganhou um ingrediente a mais: champignon. Na nossa opinião, dispensável. Não agregou muito sabor a uma receita já consagrada.

No cálculo geral, não precisa correr, só no dia seguinte depois de se empanturrar com os mais diversos sabores de pizzas salgadas e doces – esta última variedade com opções que vão desde o tradicional chocolate ou nutella até pêra com gorgonzola.” É para COMER!

Dia internacional da pizza fomos convidados para ir na bandeirantes

#VemPraFornoDBarro

Iniciamos o nosso delivery (2551-9898) ou venha nos prestigiar! Avenida Guarapari,1413 - Santa Amélia.

Uma foto publicada por FORNO D'BARRO PIZZARIA (@fornodbarro_pizzariagourmet) em